Sobre o agora

Ó, dá uma preguiça de vir aqui contar sobre todas as coisas. A libriana que mora em mim anda cansada da canceriana e de todos os seus planos e sonhos. Que venham logo as realizações, de uma vez. Mas ainda não consegue lidar com a indecisão que é inerente a sua personalidade.

Enquanto isso, vou atirando pra todos os lados, mas ainda não vi nada de muito interessante cair. E assisto o ano passar, as pessoas passarem, as coisas mudarem. E vou me sentindo alguém que tanto se mexe, que não sai do lugar.

Sobre o agora? O agora é só amanhã.